Para muitos pode parecer bobagem, mas não é. Não pense que estás só.
O movimento umbandista se reúne aos cêntuplos. O que na Terra é ainda uma gota d’água, na Aruanda é um oceano de realidade.
Os projetos por nós aqui traçados dependem de médiuns valentes, prontos a trabalhar pelo bem do próximo e da humanidade em geral.
No instante em que as incertezas rondam os corações aflitos, a Umbanda surge através de seus mensageiros, sempre discretamente, oferecendo a ajuda que beneficia a todos.
Nos paraísos artificiais se constroem castelos de areia. E acompanhamos daqui o dia a dia desse povo tão preocupado com o dinheiro e reconhecimento social.
Será que vale a pena tudo isso?! Claro que não.
Por que insistem ainda em acumular tesouros na Terra?!
O segredo para se alcançar a paz de espírito é efetuar o desapego dos bens mundanos e não dar tanto valor ao desnecessário.
Caboclo Ventania