Category: Evangelho


Anima Christi

A relação com o Cristo é algo inatingível pela razão. Por mais que estude, não consigo compreender.
Consigo apenas sentir. Quando tocas meu coração, fazes o fogo divino jorrar de minhas entranhas.
E a brisa mansa da tua companhia me fortalece todas as manhãs.
Creio em ti, por ti e para ti.
No nobre mistério que fostes gerado, na tua fonte, no teu Criador.

Ronaldo Figueira

Você Já É Um Vencedor

Pra mim, você já é um vencedor;
Não importa o que dizem a seu respeito;
Te conheço desde quando eu te fiz;
Estive em seu âmago, desde o começo; Continue lendo

O que escondestes dos sábios, mostrastes aos humildes.
Eu, que tanto resisti;
Você sempre esteve tão perto de mim;
Esperando a porta do meu coração se abrir; Continue lendo

Perdão, perdão, perdão;

Não sabia que eu era tão importante para ti;
Num oceano de tormentas me meti; Continue lendo

Estava no fundo do poço e me acolhestes;
Fez dali nascer água pura;
Da qual não se encontra;
Nem nos mais nobres castelos; Continue lendo

Ressurreição

Sol da primavera;
Tu voltastes a viver;
Três Marias, um anjo espera;
Para anunciar o teu renascer;

Continue lendo

Solidão e Jesus

Quando as amarguras da jornada te assinalem a alma, jungindo-te ao carro sombrio onde a solidão se demora algemada, recorda o Mestre Crucificado, em terrível abandono. Continue lendo

“Estou como o pelicano do deserto, como pássaro solitário no telhado. E me deixareis sozinho: mas não estou só, porque o Pai está comigo”. (Salmo 102,7.8; João 16,32).
Continue lendo

O Irmão Do Filho Pródigo

Conforme artigo anterior, aonde escrevemos sobre a parábola do filho pródigo, cujo qual todos nós conhecemos, inclusive, é objeto de muitos comentários e observações, nos propomos neste instante, de tratar de um personagem pouco comentada Continue lendo

O Filho Pródigo Reencarnado

Uma das mais sublimes passagens evangélicas, muito conhecida e estudada, nos faz refletir sobre alguns ensinamentos.
É dispensável aqui relatar toda a parábola. No entanto, nos chama a atenção o seguinte: Em algum momento você age como filho pródigo? Quando? Continue lendo