PACIÊNCIA

Virtude dos fortes; daqueles que não desanimam.

Saber esperar, saber calar-se, saber ouvir, saber compreender.

Um estado de consciência adquirido com muito esforço em muitas encarnações.

Entretanto, parece-nos que inverteram o conceito e a falta de paciência virou sinônimo de autoafirmação e poder.

A falta de paciência é o ato de exigir, a seu tempo, que se realize seu intento.

Mas o tempo, cada um tem o seu. Há tempo de alegria, tempo de tristeza, tempo que passa rápido, tempo que demora. Tempo que voa, tempo que a gente queria que não passasse.

Mas não dá para adivinhar em que tempo estão nossos semelhantes. Às vezes, até parece que ninguém anda no mesmo ritmo.

Assim, é nosso dever conservar a brandura de esperar, mesmo quando um turbilhão de ansiedade nos corrói.

Saibamos esperar.

Tenhamos paciência.

 

Ronaldo Figueira