Tal como a semeadura que brota da terra, são os filhos do altíssimo.
Semeados por toda a parte, uns vão colher mais, outros menos.

Mas se espera que a colheita seja proveitosa, a fim de se poder sair satisfeito com seus intentos.
Não se pode crer que todo dia choverá. Nem que o Sol não venha castigar a terra. Mas o que se espera é que se aproveite a estadia nesta terra fértil.
Tendo em vista que tudo é uma questão de escolha, você pode traçar as metas da sua vida. Isso irá dizer o quanto irá semear. Não pense em desistir quando o Sol castigar.
Logo vem a chuva para refrescar a terra.
Um dia de cada vez, se prepara um novo amanhã.
Com carinho.
Do amigo;
Prudêncio Galdino.