O Amor Na Bolsa De Valores

Aqueles que entendem sobre mercado financeiro, afirmam que o segredo é saber a hora certa de entrar e de sair.

Daí então, pensando cá com meus botões, concluí que existe algo em comum entre a paixão e o dinheiro.

Veja bem:

Na bolsa há um vai e vem de oportunidades que variam conforme a oferta e a procura. Quando a procura é grande, suas ações estão em alta. Sim; imagine aquela paquera em que ela (e) investe muito em você. Logo a entrega não é imediata, pois a (o) comprador (a) está disposta (o) a pagar caro.

Caso o “mercado” esteja em baixa, não dá pra se valorizar muito. O jeito é vender os papéis antes que se perca uma razoável oportunidade.

No entanto o que há de mais interessante é que seja na bolsa ou no amor, o importante é saber a hora certa de entrar e sair da jogada, pois se assim não fizer, poderá ter um grande prejuízo.

O sobe e desce das ações faz os corações dos investidores saltar pela boca à medida que os acontecimentos atingem picos que se assemelham a uma montanha russa. Tal como em uma relação a dois, se não há altos e baixos capazes de fazer o coração saltar pela boca, o “mercado” fica parado, e, inércia é um péssimo sinal para os investidores.

Mas a grande semelhança está no fato de saber entrar em uma relação na hora certa, isto é, saber aproveitar o momento, a fim de sentir fortes emoções e poder compartilhar tudo de bom que uma parceria agradável pode nos dar.

Claro que todos nós já vivemos algumas relações muito significativas. Mas a grande questão é saber por que o tempo passa e tudo vai ficando devagar, sem graça, até que uma das partes reconhece que o relacionamento já acabou há muito tempo. Entretanto a outra parte pode oferecer resistência e não aceitar o fim.

A partir daí ocorre o declínio.

A pessoa amada era tão virtuosa e o tempo faz que haja mudanças, a ponto de se admitir que ela (e) não é mais a (o) mesma (o). Na verdade, podemos viver um lindo amor; com começo, meio e fim. Para tanto, é preciso aceitar o fim. Caso contrário, ficamos como os investidores na bolsa. Fizeram um grande negócio, a princípio, mas não souberam o momento certo de dizer chega e sair do jogo.

Quando se perde o time da coisa, fica-se com a impressão de que foram anos de prejuízo. Sejamos razoáveis, sabendo a hora certa de sair do relacionamento, teremos um grande lucro e a pessoa amada também.

Ronaldo Figueira