O espírito, roupagem temporária do ser, encoberta as vicissitudes de uma vida atribulada. Pois na Terra, a vida é assim.
Os pensamentos e ações se entrecruzam num vai e vem imortal de sentimentos. Este caos precisa ser digerido pelos próprios seres causadores dos danos à natureza alheia.
Em um mundo de paz, as pessoas vibram pela paz; ficam felizes ao ver seus irmãos em paz; e desejam para todos, a paz.
Os sentimentos de impotência diante dos desafios mostram que o ser ainda não está pronto. É preciso viver, lutar e aprender. Assim, deixa-se no passado os tormentos de agora.
Uma rosa em um jardim brota sem preocupação de ser vista coberta de espinhos, pois ainda assim ela é linda. Quem de nós não possui seus espinhos?! Isto não os faz deixar de serem belos.
A beleza universal existe dentro de cada um!
Deste modo, não há de que envergonhar-se das imperfeições, mas concentra-te na beleza infinita que resplandece sobre vós.
Assim, um lindo jardim de flores, a Terra se tornará.
Anônimo
Recebido por
Ronaldo Figueira