por Giane
Muitas pessoas me questionam se o Tarot serve para prever o futuro. No meu entendimento, a consulta de Tarot prevê caminhos e suas possíveis consequências, pois não acredito em destino fechado e determinado. Em alguns casos, a situação já está desenvolvida de tal forma que o desenrolar é inevitável, de forma que as previsões são contundentes e pontuais (arcanos cármicos). Muitas vezes, entretanto, a questão envolve ações movidas pelo livre arbítrio do consulente, e simplesmente não estão prontas. É o destino em aberto, o talvez, a possibilidade – mas não necessariamente a certeza.

O Tarot como oráculo trata das situações que de certa forma já estão prontas, determinadas, onde o rumo dos acontecimentos já apontam a uma conclusão inevitável. Nos casos em que a resposta do oráculo aponta para a possibilidade, mas não para a certeza , não adianta querer manipular o jogo de forma a “extrair” a resposta desejada. Tudo faz parte de um processo maior de evolução humana, e mesmo as questões mais triviais ou práticas precisam de um tempo para desenvolver-se até uma nova consulta.

O Tarot também é uma ferramenta incrível para aconselhamento. Em momentos difíceis, de impasse na vida, podemos encontrar orientações valiosas a respeito de que postura devemos assumir diante dos acontecimentos. Muitas vezes essa postura está relacionada ao que precisamos fazer para atingir nossos objetivos; outras vezes percebemos, através da consulta, que não adianta querer forçar a vida em determinada direção.

Por isso considero a consulta sempre produtiva. Embora nem sempre a gente escute o que quer, é preciso aprender a lidar com os fatos – ou mesmo com a ausência deles. Mas é possível, sempre, sair da consulta com alguma orientação concreta.

http://gianeportal.wordpress.com/2011/03/13/tarot-como-oraculo-e-aconselhamento/