Em um ambiente de trabalho competitivo, como de hoje em dia, encontramos muitas pessoas, vítimas da intolerância de alguns gestores.

A busca constante por melhores performances nos resultados faz com que alguns profissionais sacrifiquem o bem estar e qualidade de vida de seus subordinados.

Considerações jurídicas à parte, vejamos o que fazer nestes casos:

Se você sofre com um chefe que lhe cobra trabalho como se estivesse lidando com um inimigo, veja a situação pela ótica espiritual.

Muitas vezes, nos deparamos com pessoas que não simpatizam conosco, sem terem nenhum motivo para isto. A situação fica mais difícil quando se trata e alguém hierarquicamente superior.

Precisamos levar em conta que não começamos nossa jornada nesta atual encarnação. Ao nascermos, trazemos as energias que vão nos amparar nesta vida. Mas também trazemos energias de vidas passadas.

Deste modo, é bem verdade que algumas pessoas, perseguidas atualmente, assim agiram com seus semelhantes em algum momento de sua jornada.

Outra situação, também muito comum, quando estamos desencarnados, aguardando o recomeço de uma nova vida, nós nos relacionamos com pessoas, assim como na Terra. Em períodos como esses, também podem ocorrer inimizades, no plano astral.

Levando em conta estas situações, entendemos por qual motivo somos perseguidos, algumas vezes, e, dependendo da ocasião, essa perseguição recebe o nome de “assédio moral”.

É fundamental considerarmos que a natureza de cada um é diferente e por isso, os seres humanos encontram dificuldades em se relacionar. Nem todos os casos justificam-se em uma vida anterior, há também dificuldades de compatibilidade energética, tal como alguém que possui uma natureza diferente da sua.

Seja como for, a melhor maneira de evitar, ou minimizar esses conflitos é injetando uma energia poderosa e muito conhecida: O “AMOR”.

Sim; muito amor.

Quando o chefe chato olhar para você, visualize raios de luz saindo de seu peito, indo na direção dele.

O maior escudo protetor contra energias malignas é o amor. O que apaga o fogo é a água e que neutraliza o ódio é o amor. Ódio somado a ódio é igual a ódio. Fuja dessa matemática e multiplique amor.

Se seu coração já foi contagiado pelo ódio e você, ao sofrer o assédio reproduz a energia do agressor, em outras palavras, se você não consegue sentir amor por aquela criatura que te odeia, lembre-se de sua matriz. A matriz de toda e qualquer criatura é o Criador.

Leve seu pensamento ao Divino Mestre e mentalize muito amor por ele. Assim, ele transportará seu sentimento para o agressor e assim, o ódio será anulado.

Sabemos que é fácil amar pai, mãe, filhos, cônjuge; enfim, neste mundo precisamos praticar outras formas de amar, a fim de sermos aprovados na escola da vida, pois quem reprova neste ensinamento, tem de passar tudo de novo.

Ronaldo Figueira