Perfeição

Assim que o sol te acorde e calmo te levantes,
Julga tuas ações, como severo juiz;
E ao sono não te dês, sem perguntares, antes:
– Hoje, em que pensei eu? E que foi que hoje fiz?

Fizeste o bem? Persiste! O mal fizeste? – Abstém-te.
Ama o conselho meu, medita o que ele ensina.
Se o amares – Eu te juro – e o seguires, fielmente,
Poderás atingir a Virtude Divina.
Eu te juro por quem o augusto emblema grava
– A tétrada sagrada – em nosso coração.
Mas, primeiro, é mister, do seu dever escravo,
Dos deuses a alma invoque, ardendo em devoção
.Sob o influxo divino, as obras que empreenderes
Terminarás em paz, fugindo o engano rude.
E perscrutando a essência aos diferentes seres,
Tu, o princípio e o fim conhecerás, de tudo.
Verás que a natureza – o céu há de mostrar-te
É, em tudo, semelhante e a mesma em toda a parte.
Conhecendo-te a ti, senhor do teu direito,
Vibrará, sem paixões, teu coração, no peito.
Homem, verás que são frutos próprios do homem
A mágoa que o atormenta e os males que o consomem;
Porque a origem do gozo, a fonte da ventura
Que, em si mesmo possui, – além de si, procura.
Bem poucos sabem ser felizes: compelidos pelos
Desejos maus. joguetes dos sentidos,
Como baixel, em mar sem fim, por entre pegos,
Assim os homens vão, desnorteados e cegos.
Deuses! Quisésseis vós valer-lhes de onde estais.

Purificação
Bom filho, reto irmão, terno esposo e bom pai
Sê, e para amigo o amigo da virtude
Escolhe, e cede sempre a seus dóceis conselhos;
Segue de tua vida os tramites serenos;
Sê sincero e bondoso, e não o deixes nunca,
Se possível te for: pois uma lei severa
Agrilhoa o Poder junto a necessidade.
Está em tuas mãos combater e vencer.
Tuas locas paixões; aprende a dominá-las.
Sê sóbrio, ativo e casto; as cóleras evita.
Em público, ou só, não te permitas nunca
O mal; e mais que tudo a ti mesmo respeita-te.
Pensa antes de falar, pensa antes de agir:
Sê justo, Rememora: um poder invencível
Ordena de morrer; e os bens e as honrarias,
Fáceis de adquirir; são fáceis de perder.
Quanto aos males fatais que o Destino acarreta,
Julga-os pelo que são: suporta-os, procura,
Quão possível te seja, o rigor abrandar-lhes:
Os Deuses, aos mais cruéis não entregam os sábios.
Como a Verdade, o Erro adoradores conta:
E, se o Erro triunfa, ele se afasta, e espera.
Ouve, e no coração grava as minhas palavras:
Fecha os olhos e ouvidos a toda prevenção;
Teme o exemplo de um outro e pensa por ti mesmo:
Consulta, delibera e escolhe livremente.
Deixa aos loucos o agir sem um fim e sem causa;
Tu deves contemplar o presente no futuro.
Não pretenda fazer aquilo que não saibas.
Aprende: tudo cede à constância e ao tempo.
Cuida de sua saúde e ministra com método
Alimentos ao corpo e repouso ao espírito.
Pouco ou muito cuidar evita sempre; o zelo
Igualmente se prende a um e a outro excesso.
Tem o luxo e a avareza efeitos semelhantes.
Deves buscar em tudo o meio justo e o bom.
*Tradução do texto Purificação: Dario Velozo.
http://numerologia-gratis.blogspot.com/